Crianças escolhem nome para personagem em campanha contra a obesidade infantil


Teve início nesta sexta-feira, 1 de outubro, o concurso cultural Comer Bem Sim, realizado pela Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica – ABESO, Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia – SBEM e Sociedade Brasileira de Diabetes – SBD. Voltada para crianças entre 4 a 12 anos, a campanha traz a oportunidade da escolha de um nome para o personagem da campanha, criado pela designer Ana Paula Rosa, inspirado em uma ilustração de um cartaz feito pelo artista plástico Darlan Rosa, em 1999, para uma campanha de mesmo tema para o governo de Angola.


A escolha do nome é o ponto de partida dos pequenos participantes em um jogo cheio de informações, dicas e curiosidades sobre alimentação infantil saudável.


Através de um jogo de perguntas e respostas, guiado pelo carismático personagem, as crianças testam os seus conhecimentos sobre a necessidade de consumir vegetais, ingestão de água e outros líquidos, malefícios dos alimentos ultraprocessados e a importância de uma alimentação equilibrada.

 

O personagem foi inspirado na obra do artista plástico Darlan Rosa, em uma campanha semelhante em Angola. Além da criação, a designer Ana Paula Rosa deu movimento ao personagem

 

Informação e diversão no mesmo lugar

O site da campanha Comer Bem Sim não é apenas um endereço para a participação em um concurso cultural. A plataforma está repleta de conteúdos voltados não apenas para as crianças, mas também aos pais, familiares, cuidadores, educadores, formadores de opinião e demais interessados em alimentação, nutrição, saúde e bem-estar.


“Buscamos envolver a criança e a família em um ambiente virtual lúdico, que traz a educação em nutrição como ponto essencial de uma vida mais saudável e equilbrada”, destaca a presidente da ABESO, a endocrinologista Cintia Cercato.


Entre os conteúdos disponíveis, há o Manifesto Comer Bem Sim. O que significa isso, afinal? O texto pretende desmistificar o tal "comer bem" como "comer muito".


"Comer bem tem relação com as escolhas alimentares, tem a ver com os nutrientes que ingerimos. E a nossa intenção é ajudar os pais e crianças nessas escolhas", aponta Renata Bressan, do Departamento de Nutrição da ABESO. Comer bem é comer a quantidade certa e, principalmente, a quantidade certa daquilo que devemos comer", complementa a nutricionista.


A página traz ainda dicas de como adotar e dar continuidade a novos hábitos para uma alimentação saudável, baseadas no Guia Alimentar para a População Brasileira, 2014, do Ministério da Saúde.

 

O concurso cultural oferece prêmios aos três finalistas

 

O personagem

O personagem da campanha Comer Bem Sim foi criado pela designer Ana Paula Rosa, inspirado em uma ilustração de um cartaz feito pelo artista plástico Darlan Rosa, em 1999, para uma campanha de mesmo tema para o governo de Angola


"A ideia foi dar vida ao personagem partindo formas geométricas para fugir das formas recorrentes de personagens fofinhos e gordinhos, uma vez que o objetivo da campanha é combater a obesidade", explica Ana Paula, que também é criadora do vídeo da campanha que está no site www.comerbemsim.com.br.


O personagem ganha vida e passa informações essenciais sobre o comer bem para crianças. “O personagem conversa com a família e a envolve no processo de melhorar e conscientizar sobre a importância da alimentação na vida”, salienta o presidente da SBD, o endocrinologista Domingos Augusto Malerbi.

 

Em um jogo com muita diversão e informação, as crianças poderão se envolver, de forma lúdica, com o universo da alimentação equilibrada e saudável e propor um nome para o personagem

 

A Comissão e os finalistas

As sugestões de nomes poderão ser enviadas até o dia 15 de outubro, quando serão avaliadas por uma comissão julgadora pra lá de especial, que selecionará os três grandes finalistas.


Fazem parte desta comissão, Karin Krogh, escritora infantil; Erica Mizutani, artista plástica; Sergio Rodrigues, jornalista da Folha de SP e crítico literário; Erika Balbino, cineasta e escritora infantil, Thaís Manarini, editora da revista Veja Saúde e Mariana Janjácomo, jornalista, correspondente internacional e coordenadora de programas educacionais da Faculdade de Jornalismo da CUNY, em Nova Iorque.


Os três nomes selecionados serão divulgados no site oficial do concurso, para votação do público. O nome que obtiver mais curtidas, no período de 19 a 28 de outubro, será eleito o grande vencedor.


Premiação

O concurso cultural que dará o nome do personagem da campanha Comer Bem Sim oferece prêmios aos três finalistas. Para o terceiro colocado, um par de patins. O segundo mais votado receberá um skate, e o grande vencedor, que nomeará o personagem da campanha, será presenteado com uma bicicleta. Todos os prêmios serão acompanhados de equipamentos de segurança, como capacetes, joelheiras e cotoveleiras.

O resultado final do concurso será divulgado em uma live no dia 29 de outubro, com a participação das entidades científicas realizadoras da campanha e do concurso cultural, além de convidados. Depois disso, o resultado será postado no site oficial do evento.

 

A campanha Comer Bem Sim chama a atenção para a necessidade debater a taxação de bebidas açucaradas e a proibição da publicidade de alimentos ultraprocessados para o público infantil

 

Bebidas açucaradas

A campanha Comer Bem Sim possui dois grandes pontos que merecem atenção especial e que estarão presentes em diversos espaços, seja no game, no site ou nos materiais de divulgação. O primeiro deles é a necessidade da taxação de bebidas açucaradas, em oposição aos subsídios fiscais hoje oferecidos no Brasil.


“O Brasil, na contramão da tendência mundial de taxar bebidas açucaradas, subsidia o setor”, lembra o presidente da SBEM, César Luiz Boguszewski.


Enquanto isso, a Organização Mundial de Saúde (OMS) e associações de profissionais no mundo discutem o aumento de impostos para bebidas desse tipo, como já acontece em diversos países e regiões como México, Chile, França e parte dos EUA.


Um relatório da OMS, publicado em 2016, afirma que um imposto de 20% ou mais resulta em uma queda nas vendas e consumo de bebidas açucaradas, uma forma de fazer com que as pessoas consumam menos açúcares livres, como frutose e glicose, ingiram menos calorias e reduzam o risco de cárie dentária.


“Vale destacar que o consumo de açúcares livres, incluindo produtos como bebidas açucaradas, é um fator importante para o aumento global de pessoas com obesidade e diabetes tipo 2”, destaca Maria Edna de Melo, endocrinologista do Grupo de Obesidade Infantil do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP).


Publicidade de bebidas e alimentos voltada ao público infantil

Um levantamento de 2020 do Sisvan/Ministério da Saúde mostra que, no Brasil, uma em cada três crianças com idade entre 5 e 9 anos estava acima do peso, sendo que 9% delas com obesidade e 5%, com obesidade grave.


“O maior tempo em frente às telas piora esse cenário, visto que expõe massivamente as crianças a mensagens comerciais de alimentos ultraprocessados que, em geral, contêm muito açúcar, gordura e aditivos”, informa Cintia Cercato.


De acordo com especialistas, até os 12 anos de idade, as crianças ainda não desenvolveram o pensamento crítico e, portanto, são vulneráveis aos apelos de publicidade. “Assim, considerando o fato de que o consumo excessivo de alimentos ultraprocessados favorece as doenças crônicas não transmissíveis, como obesidade e diabetes, é urgente a necessidade de proibir a publicidade de alimentos e bebidas voltados ao público infantil”, encerra a assessora governamental da SBD, a endocrinologista Hermelinda Pedrosa.


Quem é Darlan Rosa?

Darlan Rosa é muito mais do que o criador do Zé Gotinha, o personagem das campanhas de vacinação do Ministério da Saúde. Fosse somente esse seu feito, já seria muito. O personagem criado por ele, em 1986, para a campanha de vacinação da poliomielite, para o Ministério da Saúde, até hoje traz, de forma lúdica, a importância da vacinação na população.


A repercussão da campanha do Zé Gotinha, de 1986 a 1996, período em que se buscava a erradicação da Pólio no Brasil, inspirou várias campanhas em países da América Latina. Em 1996, cria uma campanha para suplementação de Iodo para Unicef de NY, Mr. Iodine. Nos anos 2000, cria uma campanha para erradicação da Pólio em Angola, a convite da OMS de Genebra, com um personagem chamado Cuia (estrela no dialeto local), que visava, além da Pólio, a erradicação e controle de outras doenças.


Darlan Rosa tem esculturas instaladas em locais públicos e privados no Brasil e em diversos países ao redor do Globo.


Quem é Ana Paula Rosa?

Ana Paula Rosa nasceu em Brasília, formada em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Brasília-Unb e mestre em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina-UFSC.


Desenvolve desde 2006 uma linha de joias em aço inox, que nascem da observação do trabalho do artista plástico e pai, Darlan Rosa.


Publicitária e designer, trabalhou como assistente do Darlan de 1990 a 2006. De 2006 até os dias atuais é a gestora e administradora do acervo visual do artista.



Serviço:

Concurso Cultural Comer Bem Sim

Site: www.comerbemsim.com.br

Primeira fase, sugestão livre de nomes: de 1 a 15 de outubro

Segunda fase, escolha do público: de 19 a 29 de outubro

Faixa de idade: de 4 a 12 anos


Informações para Imprensa


Assessoria do Concurso e Campanha:

Monica Kulcsar: +55 (11) 99445-3353

Hélio Silveira: +55 (11) 95636-6010

Luciana Oncken: +55 (11) 99930-6595

E-mail: comerbemsim@abeso.org.br

Banca de Conteúdo

www.bancadeconteudo.com.br


Contato Imprensa ABESO:

Vanessa Mastro: +55 (11) 3062-5518 | +55 (11) 99445-0160

Vanessa Mastro Assessoria de Imprensa e Comunicação

www.vanessamastro.com.br

@vanessamastroassessoria


Contato Imprensa SBD:

Edson Raphael: +55 (21) 99736-3712 | +55 (11) 3875-6296

RS Press

www.rspress.com.br

E-mail: rspress@rspress.com.br


Contato Imprensa SBEM:

Elisa Contexto: +55 (21) 99871-2323

E-mail: elisa@contextoassessoria.com.br

Contexto Assessoria

www.contextoassessoria.com.br